Archive for the 'Cidades' Category

Quem se habilita ?

Hoje estava visitando o site da Magnum e vi um ensaio fotográfico interessante sobre uma cidade de Alberta chamada Fort McMurray. O lugar parece o fim da linha, mas o texto diz ser lá o epicentro desse famoso boom do petróleo. Por lá só se fala em “Oil”. O ensaio fotográfico é bom, passa uma imagem um pouco suja e triste da cidade, mas levanta muitas questões interessantes sobre esse boom do petróleo em Alberta.

Aqui está o link : Canada Oil Sands Boom

Sinceramente, eu não encaro uma cidade dessas não… se não é o fim do mundo fica bem perto.

Abraços

Daniel

10 comments

Seleção de Links . 05.11.2007

Primeiro uma boa notícia. Vi no Blog da Marilena e da Mariana que elas já receberam os pedidos de documentos. Demorou em torno de 7 meses, desde o início do processo. O que coloca nossa carta lá para Janeiro. De qualquer forma é uma ótima notícia para começar a semana.

Ainda sobre o assunto de Calgary do post anterior, vi no blog Tapioca Congelada um link para uma matéria da Rádio Canadá falando sobre o Boom econômico em Alberta, empregos, etc. Vale a pena escutar. É bem rápido e ótimo para dar uma motivada.

Pesquisando sobre empregos na nossa área, arquitetura, achei essa lista do site da OAA (Ontario Association of Architects). Tem muita vaga por lá, não só em Ontario, mas em outros estados também. Também dei uma olhada rápida nos fóruns do Orkut e outros sites de empregos, e parece que é isso mesmo: Tem muito emprego nessa área, e os melhores locais são Calgary e Vancouver. Em 2010 Vancouver irá sediar as Olimpíadas de Inverno e isso com certeza dará trabalho aos arquitetos. Toronto vem em terceiro lugar nessa área.

E pra finalizar alguns blogs de Alberta:

This is Thelma

Life in Calgary

Andresa e Márcio

Vivendo em Calgary

Tapioca Congelada

Us at Canada

Pinguinland

Renata e Renato no Canadá

Bem, é isso… Espero que o próximo post já venha com boas notícias do IELTS.

Abraços

Boa semana a todos.

Daniel

PS. Se vocês conhecem mais algum blog de Alberta…É só deixar o link que coloco na lista.

1 comment

Calgary no topo da lista.

Como falei em posts anteriores Calgary subiu no nosso ranking e agora está no topo da lista de prováveis destinos.

Quando iniciamos a pesquisa Toronto foi obviamente a primeira opção. Pesquisamos bastante sobre a cidade e ela se mostrou uma boa escolha. A provincia de Alberta devido a sua localização e alguns aspectos culturais, ficava sempre no fim da lista. Há alguns meses atrás estávamos muito inclinados para a região de Ottawa-Gatineau.

Recentemente a Raquel, leitora assídua de blogs, começou a ler o blog Vivendo em Calgary e foi aos poucos ficando interessada na cidade. Na verdade a senhora Cravo e Canela é empolgadíssima e acha que encontrou o nosso destino definitivo. Isso é bom pra equilibrar, já que sou mais chato. Começamos então a pesquisar mais e agora a cidade figura no topo de nossa lista. Os motivos são vários…

. É inegável que o boom econômico da região gera alguns problemas, mas ao mesmo tempo gera empregos e oportunidades. A nossa área, arquitetura, é extremamente dependente de mercados aquecidos. Quanto mais necessidade houver de obras residenciais, comerciais, públicas, etc, mais os arquitetos trabalham. Quanto mais “novos ricos” estiverem decorando suas mansões, mais trabalharemos.

. Pesquisando nas listas de emprego, Calgary sempre aparece com mais oportunidades, junto a Toronto.

. É uma cidade grande, mas não chega perto de Toronto. Calgary tem uns 2 milhões de habitantes, se somada a região metropolitana, o que é algo como Fortaleza. Já Toronto, se somarmos a GTA (região metropolitana), os números devem chegar aos 8 milhões, 5 milhões. Calgary então, se encaixa bem no nosso perfil de escolha. Não é uma cidadezinha pequena e parada, e nem é uma selva multicultural como Toronto.

. Apesar do jeitão de Oeste Americano, da música country que parece ser muito popular por lá, e do Stampede, ela parece ter opções culturais para todos os gostos. Já é bem grande e desenvolvida para isso.

. A cidade parece ser bem horizontal e espalhada. È conhecida como cidade do carro. Isso é uma desvantagem, na minha opinião, mas por outro lado a oferta de casas é grande. A impressão que temos é que a cidade só é vertical na região central, o resto da cidade não passa dos 10 metros de altura. Tem muita casa e condomínio novo, tudo muito bonito. Tudo distante, mas de qualidade.

. O clima apesar de seco e frio, não tem as chuvas de Vancouver. O céu é azul, e não cinza…isso é uma grande vantagem.

. Sempre recebemos boas referências de Calgary e Alberta de forma geral. Inclusive de arquitetos que estão por lá.

. Alguma coisa nos diz que devemos ir para lá. Sabe ? Uns sinais do universo.

A cidade tem obviamente suas desvantagens, mas no momento quero falar apenas das vantagens que superam os pontos negativos.

Nossa lista no momento é algo assim :

1. Calgary

2. Vancouver

3. Ottawa

4. Toronto

5. Montreal

Quem conhece a cidade, tem mais alguma informação, ou descobriu alguma maluquice no que escrevi…se manifeste a vontade, por favor…

Abraços

Daniel.

UPDATE : O Gean indicou aqui nos comentários o blog Life in Calgary. Achei ótimo, apesar de novo ele já tem um boa lista de links, posts interessantes e promete…

UPDATE II : A Renata, que mora em Calgary, deixou um comentário com algumas observações e correções : “…Calgary tem muito emprego, e o ritimo em que as coisas acontecem aqui é bem mais rápido que nas cidades das outras provincias.  Mas vi algumas coisas que voce postou no seu blog que nao se aplicam. Calgary tem cerca de 1 milhao de habitantes, e nao 2.  E se é uma coisa que nao tem aqui é oferta de casa. Ao contrário. A demanda é muito grande, pois tem muita gente chegando e nao tem casa para todo mundo. Isso faz também com que o valor do imóvel suba. Para voce ter ideia, nós estamos pagando 1500 dolares no aluguel de um apartamento de 1 quarto. Esse valor para qualquer outra cidade, é absurdo, mas é o preço que se paga aqui.”

24 comments

Imigrantes, fiquem longe de Alberta…

Já venho lendo a respeito disso a um bom tempo em jornais e blogs: a região de Alberta está enfrentando um crescimento muito acelerado e está sofrendo sérias consequências. O boom econômico é decorrente do petróleo explorado na região e vem se desenvolvendo ao longo da última década. Imigrantes e migrantes estão buscando Alberta como uma fonte de empregos e riqueza. Nem sempre encontram o que procuram…

A verdade é que o crescimento acelerado gerou sérios problemas de infra-estrutura nas cidades da provincia. Faltam moradias e sobram especuladores imobiliários. O preço de um lugar para morar vem subindo gradativamente e isso gera uma tensão na região. Outros serviços básicos, como hospitais, creches e escolas também vem sendo atingidos pelo problema. A capacidade da região em crescer e criar infraestrutura e mecanismos para um desenvolvimento sustentável, é fraca e não acompanha a velocidade do crescimento econômico.

Recentemente li no blog Quebec, lá vou eu! um link para uma matéria do Edmonton Sun. O título da matéria é “Migrants, stay away!“…muito sugestivo. Todos deveriam ler esse artigo.

Uma vantagem dessa situação na provincia de Alberta, para nós, é exatamente a especulação imobiliária. Somos arquitetos, eu sou especializado em ilustrações em 3D para arquitetura. Raquel tem experiência em obras de condomínios residenciais, casas, etc. Quem nos paga, direta ou indiretamente, são os especuladores, os construtores… Um mercado imobiliário aquecido pode ser um paraíso para profissionais como nós.

Ainda continuamos cogitando Edmonton apesar de não estar entre nossas cidades preferidas…a pesquisa ainda vai longe.

Daniel

UPDATE. (21.06.07) . O título do post nada mais é que uma tradução, adaptação, do título da matéria que vi no jornal. Ainda consideramos Alberta como uma opção…Coloquei assim pois achei a “headline” do jornal muito sensacionalista e exagerada e deixei assim para gerar discussão em torno do tema. Não acho que os imigrantes devem ficar longe do Canadá, de Alberta ou de nenhuma outra província…Apenas achei a matéria interessante em vários aspectos. No momento Calgary, por sinal, é nossa principal opção.

9 comments

Seleção de Links . 24.05.2007

Ando meio parado com a pesquisa, nas últimas duas semanas os posts diminuiram de rítmo. Uma série de fatores está contribuindo para isso. Desde uma plameira de 1,50m que temos que fazer para a feira de ciências da Gabi, até um queda natural na nossa motivação, já que ainda não iniciamos o processo. Ficamos alternando ciclos de maior e menor motivação. As vezes outras coisas vão tomando o lugar dos planos de imigração e ele vai ficando de lado. Estamos trabalhando muito para não perder o foco. A boa notícia é que, nos últimos meses, trabalhamos bastante e conseguimos recuperar a queda no nosso orçamento, que ocorreu depois que fizemos algumas mudanças na nossa vida. Nos útlimos dias conversamos muito sobre o processo e está decidido. Semana que vem retorno as aulas de IELTS com toda força, e abriremos nosso processo até o fim do mês, como havíamos planejado.

Enquanto isso, vou inaugurar uma nova sessão aqui no Blog. Sempre vejo isso em outros blogs e acho muito interessante. Sempre que possível, vou linkar os melhores posts, notícias e sites que for achando pela internet. Sempre no assunto da imigração, canadá e vida fora do Brasil. Para hoje:

A Nanny do Unzip Canadá fala porque do primeiro emprego a gente nunca esquece, passa uma menssagem positiva e aproveita para contar a experiência dela na procura de emprego em terras canadenses.

Já no Toronto Star, li hoje esse artigo que fala sobre a criação de guetos culturais em Toronto, e os problemas que isso causa para a cidade e também para os grupos que se isolam. Karen Zhou fala porque devemos construir “a city of bridges, not walls”

Ainda no Toronto Star, li um artigo que me deixou preocupado. Um relato bem parecido com o que vemos aqui no Brasil. Violência, agressão, e roubo em um parque de Toronto. O artigo se chama “How Toronto the Good turned vicious one night”. O mais interessante é a conclusão do artigo e como a jornalista mudou sua visão depois de ser agredida. Espero que isso seja um caso isolado e não uma ocorrência crescente no Canadá. Por aqui, estamos namorando Ottawa, talvez Toronto seja demais para nós.

A Karina do Blog Eu e Minha Casa, postou um artigo chamado “um coração que valoriza ser mãe”, já há alguns dias. O Casal Karina e André vai imigrar também. Eles são daqui de Fortaleza e começaram o blog recentemente, acho que até já citei por aqui, ela é pedagoga e muito preocupada com educação e criação dos filhos. O Blog promete. O Texto foge um pouco do tema Canadá mas achei ótimo.

Abraço.

Daniel

7 comments

Street Photography no Canadá.

Você conhece Street Photography? Já ouviu falar em Henri Cartier Bresson? Aqui está um link que descobri no Flickr, do fotografo John Brownlow. Ele faz fotografias fantásticas nesse estilo e fez alguns ensaios no Canadá. São fotografias tiradas na rua, em aglomerações de pessoas, que buscam captar o momento decisivo, a hora em que vários fatores se reunem para gerar a foto perfeita. Gosto muito desse tipo de fotografia pois elas nos colocam dentro da ação, cara a cara com as pessoas e as cenas do lugar.

Eu adoro fotografia. Penso inclusive em embarcar de vez na carreira de fotógrafo quando chegar por lá. Esse post foge um pouco do tema imigração, mas….fala sobre o Canadá e o link tem fotos muito interessantes do país. Na Página do flickr do fotografo você ainda encontra outos ensaios feitos no Canadá.

Canadian Souvenirs. ( John Brownlow)

Aqui está o Link para a página do fotografo

Flickr John Brownlow

Aqui link para uma galeria dele com algumas fotos em 360 graus de cidades….algumas de toronto.

Street 360s a photoset (John Brownlow)

E o link para a “street Photography” canadense dele.

Canadiana

Bom fim de semana a todos.
Daniel

5 comments

Links. Ottawa x Edmonton.

Ainda no assunto cidades, vou deixar dois links que achei muito bons.

A Adriane do blog recém lançado New Home Canada está fazendo um comparativo sobre as cidades de Ottawa e Edmonton. Essas são as duas opções deles e as pesquisas já estão bem adiantadas. Gostei do post sobre Ottawa e fiquei com vontade de pesquisar mais sobre essas duas cidades que cada vez mais sobem no meu conceito. Eles tem uma filhinha de 7 meses e ela é arquiteta como nós, então…mais um blog para a lista de visitas. : )

Eu estou cada vez mais fascinado com essa troca de informação entre os blogueiros… Nesse post do blog Terra do Maple foram postadas muitas informações interessantes sobre várias cidades. Sem contar todas as contribuições que a Alexandra, agora Building Bridges, já deixou aqui no blog. Logo ela estará em Toronto e com certeza irá abordar vários assuntos interessantes…..

Vale a leitura de todos os links.

Abraços e boa semana a todos.

Daniel

EDIT. Fiz uma correção, pois havia dito que a Adriane tinha uma filha de 7 meses. Confusão da minha cabeça. Na realidade eles tem 7 meses de processo.

6 comments

Onde não ir em Vancouver.

Li essa matéria hoje no site do The Dominion e achei interessante, pois mostra um lado do Canadá que não vemos sempre. A matéria fala um pouco sobre uma das áreas mais pobres do país, segundo eles “The Poorest Postal Code” fica no Vancouver´s Downtown Eastside. As várias fotos expostas no site mostram um pouco do que é a pobreza por lá. Eles enfrentam problemas com drogas, sem-teto, prostituição e violência policial, assuntos comuns aqui no Brasil. A situação não é nada boa e o local parece perigoso, sujo e degradado. Mas o que mais me chamou a atenção foi que, apesar de pobre, o bairro não pode ser comparado as nossas favelas, nem mesmo consigo compará-lo aos bairros mais pobres de Fortaleza.

Nossa pobreza, realmente, vai bem mais além e faz o Downtown Eastside de Vancouver parecer coisa comum. Por lá, é assunto de ativistas.

Clique Aqui para ler a matéria.

Aqui o link para o jornal.

Pelo menos já sei onde não ir em Vancouver.

6 comments

Sobre o Brasil na mídia canadense.

Saiu no blog da revista Spacing uma notícia com uma boa referência ao Brasil. A revista é canadense e trata de aspectos urbanísticos de Toronto, falei dela aqui nesse post. A nota é sobre a lei que retirou as propagandas dos outdoors em São Paulo, limpando a cidade da poluição visual. Esse é um problema que Toronto também enfrenta. Por lá, esse tipo de propaganda só tem crescido, inclusive a que é feita ilegalmente.

É bom ver idéias boas do Brasil tendo repercussão no Canadá. Eu particularmente acho a lei extremamente urgente e necessária, não só em São Paulo, mas em todos os grandes centros urbanos. Deveriam proibir também aqueles “totens” e placas luminosas enormes, as vezes com 5 andares de altura, que anunciam todo tipo de estabelecimento e disputam uma vaga no espaço já tão poluído das nossa ruas. Quem sabe, tirando o excesso de placas, “as arquiteturas” apareceram novamente e passaremos a valorizar mais nossas cidades e a perceber esse belo patrimônio cultural que é a arquitetura.

Toronto tem muito o que aprender com São Paulo. Pelo menos nesse aspecto.

Leia aqui a notícia.

5 comments

“Torontonians” são humanos.

Um cineasta chamado Albert Nerenberg está filmando um documentário sobre Toronto. A opera se chama, “Let´s all hate Toronto”. Com suas cameras ele tenta descobrir porque a grande cidade é tão odiada. O que acabou descobrindo foi que os locais também são humanos. Que besteira.

Não sei o que ele esperava descobrir, mas é óbvio que os “Torontonians” são humanos. Ele andou pelo metrô tentando criar situações estranhas com atores e buscando reações negativas das pessoas. Conseguiu o contrário, e agora seu filme está se tornando um “loving portrait of Toronto”. Toda a brincadeira é bem surpeficial e, na minha opinião, não leva a lugar nenhum. Baseada em uma idéia boba, ele descobriu o óbvio, mas ainda acredita que Toronto “sucks a little bit”. O documentário com certeza será uma boa obra de comédia e auto-ajuda e provavelmente não trará nenhuma pesquisa mais séria sobre a cidade. Uma pergunta que me faço, é se realmente existe um “Torontonian” típico dentro daquela sôpa multicultural que é a cidade. Quando chegar por lá eu digo o que achei.

Vale a pena ler a matéria do Toronto Star, aqui, e ver o que eles dizem. Talvez você tenha uma opinião diferente da minha.

Abraço e boa semana a todos.

3 comments

Next Page »